domingo, 3 de fevereiro de 2013

PRIMAVERA



Despertam docemente as brisas.
Sopram,serenas, noite e dia,
por toda a parte a sussurrar.
Aroma tenro, nova melodia.
Agora, pobre coração, reanima-te;
Agora tudo, tudo mudará.

Faz-se o dia mais belo cada dia.
Se o momento presente é tão feliz
o amanhã que surpresas não trará!
Floresce ao longe o vale mais sombrio.
Agora, pobre coração, esquece a mágoa.
Agora tudo, tudo mudará.


Ludwig Uhland
Tradução de Henriqueta Lisboa