segunda-feira, 23 de março de 2015

OS NOMES



Como não lhes interessa o que parece inútil, 
os campônios não dão importância às flores do campo.
É o que parece. Mas a gente fica a perguntar-se
como é que essas flores silvestres conseguiram
então ter nomes populares: margaridas,
amores-perfeitos, coisas assim!


Mario Quintana, 
in Porta Giratória