sábado, 18 de maio de 2013

PEREGRINOS



Lá vão os peregrinos, os loucos,
passo por passo
em busca do possível: 
um pouco de água clara 
no oco das mãos,
um fio prateado de lua
para costurar os sonhos,
uma toalha feita com o brilho
de todos os olhos
para forrar a mesa
onde se comerá
o fruto permitido.


Roseana Murray,
in Rios da Alegria