domingo, 7 de junho de 2015

VI




Junho é um grasnar solitário,
é uma gralha
que ao colo da araucária retorna.
As garras da ave, desprendidas do dia,
soltam as sementes
que meus olhos em silêncio recolhem.

Fernando Campanella
de "Efemérides"