terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

AS ROSAS




(XVI)

Não falemos de ti. É inefável 
segundo a tua natureza. 
Outras flores ornamentam a mesa: 
tu a transfiguras.

Num simples vaso és arranjo, 
e eis que tudo muda: 
é talvez a mesma frase, 
mas cantada por um anjo.

Rainer Maria Rilke (1875-1926)