domingo, 1 de fevereiro de 2015

EXCERTO LITERÁRIO.




"Se me pedissem para sugerir um símbolo gráfico para
 a idéia de Tempo, eu indicaria sem hesitação a imagem
 duma oliveira. Por quê? Talvez por  causa de suas
 conotações bíblicas, pelo aspecto sofrido de seus troncos
 e galhos e por tudo quanto o óleo que o fruto dessa 
 árvore produz tem a ver com a vida e a morte: o óleo do
 batismo, o óleo da extrema-unção, enfim, o óleo que
 mantém acesas as lâmpadas, não só a dos templos,
 mas todas as lâmpadas do mundo que iluminam a noite
 dos homens."


- Erico Verissimo, 
em Solo de Clarineta, 1975