terça-feira, 6 de maio de 2014

HÃO DE LEMBRAR




o mar me ultrapassa
mas ondas haverão de contar
aos ouvidos que lá pousarem
que um dia sonhei no mar

o céu não vai se importar
quando eu de meu hábito partir
mas estrelas enquanto restarem
hão de lembrar
que um dia me puseram feliz

a terra , é fato, há de me subtrair
mas a árvore que me deitou raiz
e os frutos que em meu tempo colhi
estes eu levo comigo
ninguém há de tirá-los de mim

Fernando Campanella