quarta-feira, 16 de outubro de 2013

VAMOS: O MAR ESPERA...



Vamos: o mar espera e vai levar-nos
No seu dorso a essas ilhas suspiradas;
Vai levar-nos, nos nossos frágeis barcos,
Até onde sonhamos, lá bem longe...

Os caminhos do mar, hoje tão verdes,
Lembram campos em flor, que o vento leve
Faz ondular com as suas mãos macias.
Vamos, aos nossos barcos, marinheiros!

O momento chegou de, enfim, seguirmos
À procura das ilhas encantadas
Que estão adormecidas, entre as brumas...

Vamos rever as filhas dessas terras,
Essas flores morenas inocentes,
E nelas encontrar o esquecimento.


Augusto Frederico Schmidt
In ‘Um Século de Poesia’