sábado, 4 de outubro de 2014

PASSARINHO NA TARDE DE SÁBADO




Como se fosse o primeiro passarinho do mundo
Na primeira manhã do mundo,
Voa e revoa 
Por cima da praça modesta
Onde velhinhos sentados
Fazem um pouco de sesta.
Voa e revoa, inquieto,
Por cima da gente que passa
Apressada,
Por cima das árvores
Por cima da estátua eqüestre 
Que está no meio da praça.
Esvoaça,
Esvoaça
Alegre!
Passarinho eu te acho uma graça...
Só uma coisa te peço, passarinho de 
minh'alma:
Não me faças nenhum descuido em cima
do cavalo da estátua!

Mario Quintana
In Preparativos de Viagem