sexta-feira, 31 de outubro de 2014

PEQUENO POEMA DE APÓS CHUVA




Frescor agradecido de capim molhado
Como alguém que chorou
E depois sentiu uma grande, uma quase envergonhada
alegria
Por ter a vida
continuado...

Mario Quintana
In Baú de Espantos